Categorias: De Psi para Psi, Teoria Psicanalítica

Mecanismo de defesa: RECALCAMENTO

O recalcamento é considerado o primeiro mecanismo de defesa investigado por Freud, servindo de base para a construção de todas as defesas que veremos aqui. 

Nos princípios da formação da psicanálise, esse autor tratou de pacientes histéricas, que possuíam patologias físicas sem qualquer correspondência orgânica. Isso intrigava muito o pai da psicanálise, que se propôs a entender o que se passava ali. Testando diferentes métodos, Freud chegou à compreensão de que esses pacientes possuíam conteúdos que foram recalcados, ou seja, desalojados da consciência para um outro lugar – o inconsciente. 

E por que o recalcamento acontecia? Porque essas ideias eram insuportáveis para a vida consciente, configurando-se como experiências traumáticas. 

Porém, mesmo inconsciente, esses conteúdos continuavam vivos e pulsantes, encontrando caminhos de se apresentarem ao sujeito. No caso das histéricas daquela época, através de sintomas corporais. Ao longo do desenvolvimento da psicanálise, foi possível entender mais profundamente esse mecanismo e as mais diferentes formas de acontecer o retorno do recalcado. 

__________________________________________________________________________________________________________

“A teoria do recalcamento é a pedra angular em que assenta todo o edifício da psicanálise” (Freud, 1914)

Deixe seu comentário